Foz do Iguaçu

Ah, Foz sua linda! Uma cidade que, apesar de ainda estar crescendo, cativa seu coração. Não me perguntem o porquê, mas me sinto tão bem quando vou a Foz do Iguaçu. Sim, já fui duas vezes e acho que irei outras vezes mais.

20160828_123741

Foz é uma cidade segura, então sinta-se à vontade em sair para jantar todas as noites ou alugar um carro e fazer os passeios por conta própria, só não esqueça que carro alugado não pode cruzar as fronteiras com o Paraguai e a Argentina. Se você estiver em carro próprio, precisa fazer o seguro Carta Verde para visitar os países vizinhos.

Existem inúmeros passeios para se fazer na cidade, e fora dela, mas vou listar aqui os mais procurados. Vou deixar para falar sobre Compras no Paraguai  e passeios em Puerto Iguazú em outros posts, aqui somente falarei da parte brasileira. Vamos falar sobre as Cataratas, o Macuco Safari, o city tour e o parque das aves, então será basicamente tudo, com exceção do passeio à hidrelétrica de Itaipu, pois na época que fui não tive interesse, mas com certeza atualizarei este post no futuro contando um pouco sobre esta visita.

20160828_164909-1
Aproveitei que não estava passando ônibus para tirar esta foto. Esta é a pista principal que te leva a todos os pontos do parque. Tudo muito organizado.

O primeiro ponto turístico que vem a cabeça quando falamos em Foz é as Cataratas do Iguaçu. Patrimônio Natural da Humanidade, as Cataratas ficam no Parque Nacional do Iguaçu, uma das mais belas paisagens do mundo. O parque é enorme e para circular por lá você pega um ônibus na entrada e escolhe em qual ponto vai descer. Existem os pontos das trilhas, o ponto do Macuco Safari e no ponto final fica o restaurante Porto Canoas. Para visualizar o mapa do parque em tamanho maior, clique aqui.

f_mapa

Fiz a trilha das cataratas, que tem um pouco mais de 1km e tem uma visão panorâmica de todas as quedas. A trilha é tranquila e você ainda para em diversos pontos para apreciar a natureza e tirar muitas fotos.

20160828_125938
Passarelas
20160828_130651
De frente para as quedas

O final da trilha é nas passarelas, em frente as maiores quedas das Cataratas. Aconselho levar uma capa de chuva ou uma roupa própria porque com certeza você vai se molhar! Se for usar capa de chuva, é melhor comprar antes de entrar no parque, porque lá dentro é o dobro do preço. Eu resolvi que iria me molhar, afinal não é todo dia que você toma um banho nas Cataratas do Iguaçu.

Almocei no restaurante dentro do parque, você paga um valor e come o quanto quiser, fora as bebidas. O buffet tem bastante variedade.

Depois fazer a trilha, ver as Cataratas de pertinho, tomar muito banho, almoçar e compras lembrancinhas caríssimas na lojinha, peguei o ônibus e fui para o Macuco Safari passar momentos de tensão. Obs: Fique atentos aos horários pois o parque tem hora para fechar e os passeios de barco também.

20160828_132027
Esta é a vista que se tem do ponto mais próximo das Cataratas. É muuuuuuita água!

Quando você desce no ponto do Macuco primeiramente você deve comprar o ingresso, então você irá pegar um veículo aberto e um guia vai te dando explicações sobre a fauna e a flora local, além de explicar como as Cataratas foram descobertas (spoiler: sabia que foi Santos Dumont que descobriu as quedas e quis mostrar para o mundo?), e a história do parque. Depois do passeio você vai para o barco e eles vão te levar até embaixo das quedas para tomar um banho gelado nas águas do rio Iguaçu, além de sentir muito medo, pois a correnteza é forte e o piloto do barco gosta de fazer manobras radicais, do tipo que dá a impressão que o barco vai virar. Sei lá, por mais que eles estejam acostumados a fazer isso várias vezes ao dia, vai que…

Ficou curioso para saber como é ficar bem embaixo das quedas das Cataratas? Assista ao vídeo abaixo e se molhe comigo!

Em frente à entrada do Parque das Cataratas, fica o Parque das Aves. Normalmente não visito zoológicos pois acho uma baita exploração e crueldade do ser humano tirar o animal do seu habitat natural e colocar em jaulas para cobrar ingressos para alguns idiotas aplaudirem o sofrimento animal. Ao contrário disso, existem os Santuários que  cuidam de animais resgatados, e foi por isso que visitei o Parque das Aves, pois lá 50% dos animais foram resgatados em apreensões do IBAMA de maus tratos, do tráfico e da posse ilegal; outros vêm de Centros de Reabilitação e de Triagem de Animais Silvestres. Alguns animais nasceram em cativeiro ou em programas de preservação da espécie.

O city tour em Foz do Iguaçu é feito naqueles ônibus abertos e as visitas são ao marco das 3 Fronteiras, que é a divisa entre o Brasil, Paraguai e Argentina, ao templo budista e à mesquita muçulmana.

20160830_102139
Mesquita

Quando fui, a mesquita estava fechada para visitações, então só pude tirar fotos do lado de fora. Dica: Não deixe de comprar os doces árabes que são vendidos numa doceria especializada em frente à mesquita. São realmente diferentes dos doces brasileiros.

20160830_105241

No templo budista não é cobrada a visitação, mas você pode colocar uma oferta para ajudar na manutenção do templo. Tem também uma lojinha, onde não comprei nada pois achei os dois olhos da cara.

20160830_10555720160830_105428

Mas a área toda é linda, tanto dentro do templo, quanto do lado de fora. Vale muito a pena a visita. Obs.: Este templo é budista chinês, não é tibetano, então tem diferenças, só não me perguntem qual é 😀

DSC07818
Área externa do templo budista

Tenho que confessar que quando chegamos ao marco das 3 fronteiras nem me dei ao trabalho de entrar e comprar o ingresso. Do lado de fora você vê o marco da Argentina e o do Paraguai, então saí do ônibus e tirei foto dos marcos ao longe. O marco do Brasil só é visto por quem está do lado de lá ou quem paga o ingresso. O marco nada mais é do que um concreto pintado com as cores do país.

20160830_092858
Todo mundo desceu para entrar no marco das 3 fronteiras, menos nós dois, porque não somos obrigados :p

Lembrem-se de que dou minhas opiniões sobres os passeios, mas se vocês tem curiosidade de saber como é, sigam sempre a vontade de vocês. Ok?

Dicas de restaurantes são inúmeras, tendo em vista que em Foz você pode comer num restaurante italiano numa noite e num árabe na outra. Dois que eu recomendo são a noite italiana no Bella Itália, o rodízio de massas é R$80 por pessoa com transfer para o hotel e bebidas a parte, e o Vó Bertila Pizza & Pasta que é um restaurante italiano todo decorado com a casa da Nona e a comida é espetacular. No final das contas, indico o Vó Bertila pois o preço é mais em conta e achei (gosto pessoal) a comida mais saborosa.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s