Dicas para viajar com os Pets

Se você é como eu, seus pets não são apenas animais de estimação, são parte da família. Neste post vou dar algumas dicas de como viajar com seus peludos, independentemente de quantos animais você tenha e do tamanho deles.

Tenho dois filhos de 4 patas, o Príncipe Preto (mais conhecido como Pretinho), um cachorro muito educado, SRD de 7 anos e porte grande, e a Charlotte (mais conhecida como mau caráter do olho junto), uma gata que adora aprontar, SRD de 5 meses.

20170228_101426
Família reunida em Campos do Jordão

Viajar ou ir à praia com Pretinho sempre foi fácil, já que ele adora andar de carro e passear. Quando falamos a palavra “rua”, ele levanta a orelha e sai correndo em direção à porta. Já a Charlotte odeia sair de casa, talvez por quase ter morrido nas ruas quando era apenas um bebê, mas vamos tentando acostumá-la aos poucos. Hoje em dia em ela vai dormindo no carro tranquilamente e já fica mais calma nas ruas, apesar de só ficar no colo.

20161220_092926
Pretinho em Angra dos Reis

1ª dica: Vacinas em dia

A dica mais importante é ter sempre em dia a carteira de vacinação, o vermífugo, inclusive para vermes do coração e o remédio para pulgas e carrapatos. Mesmo indo para lugares próximos, algumas áreas podem estar com infestação de carrapatos ou ter índices maiores de mosquitos que transmitem o verme do coração.

Se você for viajar para outros estados de carro provavelmente não irão te pedir qualquer documento, mas se for viajar de avião, consulte as regras de cada companhia aérea. Normalmente as empresas exigem um certificado veterinário atestando que o animal está saudável.

Se a viagem for internacional é um pouco mais complicado, pois cada país tem as suas regras. Em geral, além do atestado veterinário, para entrar em outros países com animais é necessário o CZI, Certificado Zoossanitário Internacional, que é uma avaliação feita pelo serviço sanitário oficial. No Rio de Janeiro essa avaliação é feita no aeroporto do Galeão, em outros lugares você pode consultar no endereço abaixo, do site do Ministério da Agricultura.

http://www.agricultura.gov.br/assuntos/sanidade-animal-e-vegetal/saude-animal/transito-animal/animais-estimacao

 

 

Charlotte em sua primeira vez na praia

2ª dica: Segurança

Não existe legislação federal acerca do transporte de animais, então cada ente federativo pode fazer a sua lei, o que já acontece em alguns estados. O que temos em âmbito federal são dois artigos no Código de Trânsito Brasileiro, que são:

Art. 235. Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados:

        Infração – grave;

        Penalidade – multa;

        Medida administrativa – retenção do veículo para transbordo.

Art. 252. Dirigir o veículo:

               II – transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas;

        Infração – média;

        Penalidade – multa.

Então nada de transportar os peludos na parte externa do carro ou ficar com eles na janela ou no colo. O recomendável é que os animais sejam transportados dentro de caixas de transporte, em assentos específicos ou presos por cinto de segurança para cães/gatos.

Pretinho sempre vai deitado no banco traseiro, preso pelo cinto de segurança, que custou cerca de R$25. A Charlotte vai no banco traseiro ou no chão, dentro da caixa de transporte, que custou mais ou menos R$ 60.

20150711_104420
Pretinho na praia de Itacoatiara

3ª dica: Capa para carro

Se o seu carro não tem banco de couro, aconselho comprar uma capa impermeável, pois assim seu animalzinho pode soltar pelos, entrar com as patinhas sujas ou molhadas e depois é só lavar a capa, o que é mais fácil e mais barato do que lavar o banco. Capas de boa qualidade custam entre R$100 e R$200.

 

Pretinho em Cachoeiras de Macacu

4ª dica: Paradas estratégicas

Se a viagem que você está planejando tem duração maior que 3 horas, programe paradas mais ou menos nesse período de tempo, a cada 3 horas, para que as crianças de quatro patas possam esticar as pernas, fazer suas necessidades e beber água ou comer. As estradas, pelo menos no sudeste, são bem servidas de redes de postos de gasolina e restaurantes, onde podemos ver muitas pessoas passeando com seus pets. Lembre-se sempre de verificar se o chão está quente e tente parar perto da sombra, para que o bichinho não queime as patinhas.

Pretinho faz as necessidades em qualquer graminha ou areia, aliás quando estamos viajando ele é a menor das minhas preocupações, pois ele segue o cronograma direitinho. Já a “olho junto” precisa estar solta e acostumada ao ambiente para comer, beber ou fazer suas necessidades e só faz na caixa de areia. Então quando estamos na estrada ela não faz coisa alguma. Colocamos a coleira para darmos uma voltinha mas ela se recusa a sair da caixa. Espero que com o tempo ela mude esse comportamento. Porém quando chegamos ao destino e a soltamos, ela mapeia o lugar e em poucos minutos já está como se fosse em casa.

17240469_1400809179993808_2235848010805202335_o
Meus filhos em Campos do Jordão

 

5ª dica: Onde ficar

Como muitos hotéis não aceitam animais, ou não aceitam animais de grande porte, e também não permitem mais de um animal por quarto, sempre que vamos viajar com as crianças ficamos em casas alugadas no Airbnb. Para quem não conhece o Airbnb, é um site de aluguel de casas, por temporada ou até mesmo por 1 dia. Nem todas as casas permitem animais, mas eu filtro pra encontrar lugares que aceitem e sempre mando uma mensagem antes informando que estarei viajando com 2 animais, e que um deles é de grande porte. Se a resposta for positiva eu faço a reserva.

6ª dica: O que levar

  • Camas;
  • Pratinhos de comida e água;
  • Caixa de areia;
  • Toalha e shampoo, principalmente se vamos à um destino de praia ou rio;
  • Roupinhas de frio, dependendo do lugar;
  • Comida suficiente para todos os dias. Este tópico pode parecer bobo, mas já aconteceu de levarmos comida a menos por erro no cálculo de dias. Então fique atento!

Esta dica é interessante porque meus filhos não comem ração, apenas alimentação natural. Fazemos legumes cozidos no vapor, verduras e frutas. Foi assim que meu filho emagreceu 11kg e ficou curado da alergia no pelo. Charlotte come muito pouco, mas Príncipe Preto come no mínimo 1,200kg de comida por dia. Fazemos comida e congelamos em saquinhos, e quando vamos viajar levamos uma bolsa térmica para manter a comida congelada no caminho. Ficar em casa alugada também facilita nesse ponto, pois se acabar a comida, podemos fazer mais.

Então já viu que não existem mais desculpas para levar seu filho de quatro patas na próxima viagem. Eu tenho duas crianças de espécies e portes diferentes e que só comem alimentação natural e mesmo assim os levo onde eu puder.

 

 

 

Anúncios

8 comentários sobre “Dicas para viajar com os Pets

  1. Adorei as dicas. E gostaria e um conselho: vou passar o Natal no litoral Norte de São Paulo, mais especificamente em Camburi. Alugaremia uma casa pique a minha peluda vai junto e na pousada em que a minha filha trabalha não aceita animais. Qual o risco que eu corro em deixar a minha Luna sozinha em uma casa estranha por horas, pois iremos ficar boa parte do dia na pousada?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá! É só ficar de olho se na casa tem algum perigo como muitos fios ou grades em que o cachorro possa passar ou remédios, coisas de quebrar, enfim. Você tem que conhecer seu cachorro, no meu caso o Príncipe Preto fica quietinho e não mexe em nada até a gente voltar. Já a Charlotte não é confiável e em lugares estranhos eu sempre deixo ela presa na caixa de transportes quando não estou por perto.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s